Game Script Journey

Aprenda a criar Narrativas Imersivas para Jogos Digitais

Quero Fazer Narrativas para Games!

Você quer criar narrativas para jogos digitais que sejam engajantes e não percam a essência interativa de um jogo?

A arte de contar histórias é muito antiga. Ao lado, está a literatura que não nos deixa mentir. Com toda esta trajetória, é normal que os games acabaram incorporando elementos narrativos em seu contexto.

Assim começou com temáticas aplicadas em jogos, como a guerra em Space Invaders. Timidamente foi evoluindo como um carpinteiro salvando sua namorada de um terrível macaco em Donkey Kong. Hoje contamos com narrativas muito elaboradas e com diversas opções de caminhos aos jogador como The Witcher 3, mas eis que surgiu um problema com toda essa evolução: como criar essas narrativas interativas, mantendo a interação como foco principal?

O fato é que usamos diversas práticas do cinema, literatura, histórias em quadrinhos e outras abordagens em narrativas para games. Todavia os jogos vieram contar histórias pela interação, não por meios passivos. Este é o nosso desafio que os profissionais escritores ou game designers enfrentarão ao projetar seus jogos: a narrativa conta com importância e precisa ser construída pela ação, não pela observação dos fatos.

Desejo criar minhas histórias para jogos digitais, mas como crio narrativas com interação?

Alguns desafios são comuns em quem deseja trabalhar com narrativas para jogos:

Histórias Muito Passivas, Baixa Interação

Devido as narrativas existirem há tanto tempo, é normal produzirmos histórias para jogos mais passivas como a televisão, filmes e livros fazem. Você é apenas um espectador. É importante lembrar que jogos trazem a interação e o desenvolvimento da narrativa por meio dela. Logo, a personagem jogável está construindo uma narrativa dinâmica junto com quem a controla: o jogador.

Ausência de Planejamento

Este é um problema comum ao game design e os motivos são os mesmos. Sem planejamento, a comunicação na equipe fica confusa, pois cada um fala do jogo de um jeito. Não há padrão. Também a ausência de foco é outro fator que ocorre, faltando estabelecer prioridades naquilo que é necessário e pertinente ao jogo. Ao não planejar, nós esquecemos fácil o que definimos e, no caso de roteiro de games, abre muitas brechas para uma história que será incoerente nos fatos apresentados e com a mecânica do jogo.

Histórias Chatas, Sem Engajamento

Como as boas histórias são construídas para gerar tensão e interesse a quem está junto com ela? Os jogos já fazem um elo bem interessante com as narrativas nesse aspecto. É importante entender os princípios e boas práticas das narrativas tradicionais, além de fatores específicos dos jogos digitais para termos engajamento com o jogo do início ao fim.

Falta de Relação entre Elementos

Sabe aquela história de jogo que tenho um super espião que faz tudo, mas na mecânica do jogo leva dano ao cair na água? Ou a personagem é parado por uma parede invisível na água, sendo que uma estamina poderia ser mais coerente para dar este limite? Este é um problema muito comum em quem inicia tanto em game design quanto na produção de narrativas para jogos. Isso pela ausência de visão de cada um desses elementos e suas relações ao formar o jogo como um todo. Nada tem ligação com nada, falta encaixe nos elementos, principalmente da mecânica com a narrativa.

Incoerência dentro da Narrativa

Lara Croft na neve usando roupas curtas? Personagem fazendo menção a fatos que não passei, pois optei por outro caminho na história do jogo? Temos em jogos histórias não lineares, ou seja, dependendo das ações do jogador, pode-se mudar o fluxo da história. Se não planejar com cuidado, pode citar fatos que divergem do caminho já traçado pelo jogador. No cinema é chamado de erro de continuidade. Em jogos, eles se agrava pela não linearidade.

Assim o Curso GAME SCRIPT JOURNEY ensina estratégias de planejamento do seu roteiro de jogo digital com princípios e técnicas de concepção de boas práticas das narrativas tradicionais, além das especificidades da interação inerentes aos jogos. Assim, visando criar narrativas que engajem mais os jogadores nas histórias, sejam as utilizando como pano de fundo ou com enfoque principal no teu jogo. Ao final, a criação da história promovendo a interação do jogo deve prevalecer.

Vou me apresentar...

Meu nome é Fabiano Naspolini de Oliveira e atuo na área de jogos desde 2006, quando comecei estes estudos na faculdade. Sou formado em Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Especialista em Game Design e Docência para Educação Profissional, além de Mestre em Tecnologias da Informação e Comunicação. Eu escrevo desde os meus 12 anos e tinha o problema de não conseguir terminar as minhas histórias. Lembro do meu primeiro livro chamado "O Domínio dos Dois Mundos" (nunca publicado), que não era bom em qualidade, mas foi a minha primeira vitória de história longa que consegui terminar. Uma vez que entendi com clareza a organização e estrutura, ficou mais fácil. O próximo desafio foi aplicar essas práticas em jogos digitais. Na minha experiência, já tenho mais de 15 jogos no meu portfólio, tanto educativos, advergames quanto de entretenimento, feitos para jogadores e empresas. O que me propiciou aplicar conceitos de narrativas neles para dar mais imersão e fazer arte, mecânicas e outros elementos conversarem e terem coerência ainda mais. Toda essa experiência veio dos meus estudos, experimentos sozinho e, no passado, tive um estúdio de jogos chamado "Céu Games". Atendi clientes com jogos customizados de acordo com a necessidade deles e ganhamos o Prêmio Mobile Fest de Aplicativos Móveis da Claro em Primeiro Lugar com o game Sperm Race. Também trabalhei como redator do site Nintendo Blast, cuja experiência me ajudou a analisar jogos dos mais diversos do mercado. Hoje sou game designer e cuido do site Fábrica de Jogos, portal sobre desenvolvimento de jogos com canal no Youtube voltado a game designers. Na literatura, tenho um romance policial chamado "Sol e Lua" publicado de maneira independente, além do conto "O Crime" (Editora SESC) e crônica "Fila de espera" (Editora Scortecci), além de outros realizados informalmente e publicado em jornal (Ônibus, Jornal A Notícia - Joinville). Meu foco está na educação dos desenvolvedores de jogos e, principalmente, game designers iniciantes, estes também necessitam entender o processo narrativo dos games.

Faça o Game Script Journey, pois ele conta com:

  • Mais de 90 aulas sobre narrativas e games com média de 7 minutos por vídeo;
  • Grupo Especial no Telegram de Alunos do Curso para Trocar Experiências, Ajuda e Dúvidas;
  • Contato Direto com o Instrutor para Sanar Dúvidas e Orientar Atividades e Roteiro a ser Feito no Curso;
  • Estudo Organizado e Orientado sobre Narrativas para Games (Didática e Método);
  • Seleção dos Melhores Conteúdos na Área para filtrar e você ganhar tempo com isso;
  • Temporadas de Lives com 3 Aulas ao Vivo Sobre Temas Pertinentes e Tira Dúvidas (ficam no ambiente virtual depois disponíveis); e
  • Layouts e Exemplos de High Concepts, Game Design Documents, Roteiros de Jogos para você se basear e criar os seus próprios.
  • Grupo Especial com Todos os Alunos dos Cursos do Fabiano no Discord para Trocar Materiais, Ideias, Formar Equipes etc.
Quero Fazer Narrativas para Games!

Quais os assuntos do Curso Game Script Journey?

O Game Script Journey é como uma jornada do herói. Você parte do mundo comum entendendo o básico das narrativas e seu contexto, indo adiante para ser chamado à aventura das narrativas aplicadas a games. Haverá diversos desafios nesse aprendizado, boas práticas, atividades e muito conhecimento. Até chegar à provação suprema, cujo momento será fazer a sua própria narrativa para games. Ao final do curso, após “sobreviver” a esta provação, o retorno com o elixir é dado com toda a transformação que essa experiência do curso te trouxe.



Etapa 1: O Mundo Comum do Escritor de Jogos


  • Contexto das Narrativas em Jogos

    • História do Mundo e Narrativas
    • A História e sua Função
    • Narrativas e Formatos
    • Estrutura e Elementos da Narrativa Tradicional
    • História das Narrativas em Jogos
    • Escritor de Jogos e sua Relação com Outros Profissionais

Etapa 2: Chamado à Aventura e Travessia de Primeiro Limiar


  • Princípios de Estrutura Narrativa
    • Conflito
    • Os Três Atos da Narrativa
    • Plot
    • Incidente Incitante
    • Pontos de Virada
    • Gráfico de Tensão
    • Ritmo
    • Clímax
    • Resolução
    • Jornada do Herói (monomito)
    • Tipos e Construções Narrativas
    • Fluxo Narrativo nos Jogos
    • Narrativas Algorítmicas
    • Mecanismos de História em Jogos

Etapa 3: Testes, Aliados e Inimigos


  • Personagens

    • Personagens, Avatares e NPCs
    • Arquétipos e Tipos de Personagens
    • Funções dos Personagens
    • Definição de Personagens
    • Evolução e Desenvolvimento do Personagem
    • Encontros com Personagens
    • Relacionamentos
    • Mobilidade e Controle
  • Diálogos

    • Comunicação Verbal e Diálogo
    • Tipos de Diálogo em Jogos
    • Personalidade e Ação via Diálogo
    • Sistemas de Diálogos
    • Árvores de Diálogos
    • Localização de Jogos e Diálogos
    • Personagens Revisitados e Mudança no Diálogo

Etapa 4: Aproximação da Caverna Oculta e Provação Suprema


  • Processo de Construção de Narrativa para Jogos

    • Apresentação do Método
    • Pré-Projeto
    • Personagens
    • Ambiente
    • Alicerce Base da História
    • Estrutura Interativa da Narrativa

Etapa 5: Recompensa


  • Princípios em Narrativas de Jogos

    • Exposição

    • Suspensão de Descrença e Realismo

    • Controle Indireto

    • Uso de Cinemáticas

    • Clima

    • Escopo e Escala

    • Puzzles contando a História

    • Quests e Missões


Etapa 6: Caminho de Volta e Ressurreição


  • Escrita e Roteiro de Jogos

    • Uso de Roteiro e Técnicas em Jogos
    • Tipos de Roteiro e Estrutura
    • Planos, Ângulos, Filmagens e Boas Práticas
    • Construção de Atos, Cenas, Sequências e Beats
    • Escrita de Roteiro e Padrões
    • Edição e Revisão de Conteúdo
    • Cinemáticas, Storyboard e Efeito Kuleshov
    • Recomendações Finais para Narrativas em Jogos
    • Projetos e Uso de Narrativas (2 exemplos ao longo do curso e outros 3 nesta seção como revisão)

Etapa 7: Retorno com o Elixir


  • Qual o Retorno do Elixir da sua Aventura no Curso?

  • Foco na produção de sua narrativa para jogo e minha revisão



Assista um vídeo exemplo de uma das aulas do curso:



Quero Fazer Narrativas para Games!

Adquira o seu Curso Game Script Journey por apenas:

12 x de R$ 97,14 no cartão

Ou à vista no boleto ou cartão por R$ 997,00.


Conta com as vídeo-aulas, grupo de alunos para trocar ideias e materiais, atendimento a dúvidas e feedback das atividades e projetos, 3 aulas ao vivo sobre temas pertinentes ao curso e tira-dúvidas e layouts e exemplos para criar suas narrativas.

Garantia de 30 dias

Com o acesso ao curso, você pode avaliar e decidir se este produto é para você. Dentro deste prazo, caso decida que não o quer mais, terá o seu reembolso integral do valor.

Perguntas Mais Frequentes

  • Q.O curso é totalmente online?

    A.Sim, o curso é inteiramente online.

  • Q.O curso tem prazo para término?

    A.O acesso ao curso é vitalício, ou seja, não há prazo para terminar ou de acessá-lo.

  • Q.O curso conta com certificação?

    A.A plataforma conta com um certificado digital automático com o término do curso.

  • Q.O curso conta com acompanhamento do professor?

    A.Sim, existe tanto o espaço para dúvidas dentro do ambiente dentro da aula, como no mensageiro instantâneo e grupo de alunos para sanar dúvidas e receber feedback das atividades propostas.

  • Q.As aulas ao vivo, tenho como ver depois?

    A.Sim, a temporada de lives respectiva de cada turma fica disponível no ambiente após o término da aula ao vivo. Mas você poderá participar de todas as temporadas, caso deseje.

  • Q.Quais as formas de pagamento?

    A.A plataforma oferece cartão de crédito à vista e parcelado (com juros) e boleto à vista. Para outras formas de pagamento, favor entrar em contato com o dono do curso via whatsapp ou Telegram ao final desta página de venda.

  • Q.A quem se destina a este curso?

    A.A todo o profissional que deseja criar narrativas especificamente para games, mas que não sabe as especificidades desse tipo de narrativa e/ou precisa ganhar os conhecimentos básicos das narrativas tradicionais e como aplicar no contexto de games.

  • Q.Estudaremos softwares de desenvolvimento de jogos neste curso?

    A.Não, o foco do curso é na concepção (projeto) de jogos, ou seja, com um olhar de game designer (projetista de games) neste processo. Também não focaremos em fazer ilustração, animações e trabalhos de designers gráficos, artistas.