Capítulo 70: Paz na Galáxia Gamer – A despedida das crianças escolhidas

Ao terem novamente se esgotado e perdido as esperanças, os escolhidos conseguem dar a volta por cima com o Giant Gamer: a lenda anunciada por Toadsworth em Start.

Com a derrota definitiva de Virtual Boy, a Galáxia Gamer agora aproveita momentos de paz.

Gamers: Capítulo 70: Paz na Galáxia Gamer – A despedida das crianças escolhidas

Finalmente a Galáxia Gamer pode descansar. Apesar do caos de Game Over e a reconstrução que será necessária, as regiões dominadas por Virtual Boy foram retomadas.

Os controles mentais foram desfeitos, pois a central vinha diretamente de V.B.. Os vilões que se aliaram ao mestre foram derrotados e terão o destino merecido para eles.

Especialmente nos mundos dos nossos escolhidos e seus heróis podemos fazer uma visitinha, leitor, e ver como ficou a situação em cada um deles.

Rosalina_lumiaNo Reino de Mushroom:

– Sinto que as energias desse mundo estão melhores – sente Rosalina, fechando seus olhos e se concentrando em todos os seres da galáxia que podia achar.

A estrelinha estava por perto dela, sorrindo e muito feliz. Sabia que seus amigos escolhidos estavam bem e tinham conseguido cumprir a missão. Queria muito vê-los e começou a ficar agitada.

– Luma… – pede para ela se acalmar. – Nós em breve os veremos, inclusive nossos amigos Mario, Luigi e Peach, que agora estão bem.

Luma? Ela tinha nome esse tempo todo? Tá, eu me esqueci do nome dela e só lembrei no último capítulo. Desculpe, leitor.

Rosalina aciona a sua gigante nave, juntamente com outros do Reino de Mushroom e diz:

– O ponto de encontro é em Start. Vamos ao planeta do começo de tudo!

Já em Hyrule, Zelda estava em seu castelo junto a Impa, observando os céus e também sentindo que a paz estava restaurada novamente na Galáxia Gamer.

– Eles conseguiram, Impa – dizia, feliz, Zelda. – Soube das últimas notícias e lamento muito por esse Virtual Boy ter causado tantos problemas. Por que ele não fez como os outros periféricos de sua linhagem?

– Porque nem todos entendem as leis naturais da nossa galáxia, Zelda – responde Impa. – Já passamos por essa situação. Não é a primeira e nem será a última.

Zelda assentiu para Impa, depois direcionou ordens aos seus súditos:

– Vamos nos preparar para ir à Start. O destino de todos é para lá.

– Comemorar, alteza? – pergunta Impa.

– Também, mas tenho pendências com os escolhidos e preciso agora ver essa situação.

saga_dream_land

Em Dream Land, todos se preparavam em estrelas transportes para irem em direção ao planeta Start.

Organizavam filas indianas para que cada um partisse ordenadamente, fazendo uma comitiva em direção à festa que ia acontecer no planeta.

As boas novas os enchiam de felicidade e não podiam perder a chance de rever o amigo Kirby e os escolhidos.

Até mesmo King Dedede, com aquela cara emburrada, topou viajar com os outros e dar uma ajudinha. Afinal, hoje eram tempos melhores em Dream Land e a paz reinava por toda a Galáxia Gamer.

saga_federacao_galatica

A Federação Galática preparava suas naves e pilotos para irem à Start também. Afinal, sua caçadora famosa Samus estava sã e salva, além de V.B. e os Piratas Espaciais estão mais calmos.

Era um momento importante e seria registrado em relatórios para a história dessa galáxia.

saga_kongo_selva

Em Kongo Jungle, Dixie e os outros macacos estavam ansiosos para rever seus amigos. Afinal, tinham muito papo para colocar em dia e muita banana para comer.

Preparando a nave para irem à Start, capricharam no compartimento de bananas, pois a viagem seria longa e a fome lá também.

Era uma pequena contribuição de macacos para os feitos dos escolhidos nessa aventura salvando Game Over.

 

 

starfox64logoAs naves espaciais de Corneria se preparavam para partir, principalmente Falcon, Slippy e Peppy, pois eram do esquadrão de Fox. Queriam rever o amigo que foi raptado pelos generais de V.B.

– Hunf… até que aqueles escolhidos valiam para alguma coisa – diz, mau humorado, Falcon. Não teria outro comportamento diferente.

– Eu vou adorar conhecê-los. Como eles serão? – pergunta Slippy.

– Também vou, Slippy – diz Peppy. – Mas ainda sinto mais pelo nosso amigo Fox. Vamos!

Dentro das naves, eles decolam e voam rapidamente em direção à Start.

 

 

Falando em festa, Toadsworth e os outros de Start fizeram uma grande aos escolhidos. Faixas com os nomes e caricaturas deles foram espalhadas pela cidade toda em festa. “Obrigado” era a palavra de gratidão mais repetida para eles e nas palavras de cada habitante da galáxia que os encontravam pelo caminho.

Eles aproveitaram também para descansar, receber honrarias e serem reconhecidos pelo trabalho realizado pela paz da Galáxia Gamer.

Sandro e George brincavam com todos e contavam histórias sobre as aventuras vividas; Roberta comia como nunca junto ao seu herói Kirby; Tamires observava alguns equipamentos trazidos pela Federação Galática, avaliando uso e outras curiosidades científicas.

ghostsngoblinsJá Mario viu que Diógenes faltava na festa e foi procurá-lo. Passando por corredores e outros estabelecimentos do planeta, imaginava onde ele estava: o cemitério Ghosts’n Goblins.

Ao chegar no local, viu o escolhido de Fox ajoelhado diante de um túmulo. Rezava para ele e Mario releu a lápide que já havia visto antes: “Dualshock: O mestre agora descansa em paz”.

– Ele era bom, Diógenes – diz Mario. – Entendo que mereça o seu respeito. Ele foi seu mestre, mesmo em situações adversas vividas em Game Over.

– Naquela situação ele foi até mais que um mestre, Mario. Uma pena ter acabado assim.

Diógenes se levanta, enxuga as lágrimas e tira do seu coldre o laser que tanto usou em suas batalhas. Limpa-o com a roupa e o pousa no túmulo de DS.

– Descanse em paz, mestre.

Mario o abraçou pelo ombro, puxando-o para o caminho da festa e diz:

– Agora vamos festejar. Todos nos esperam, Diógenes.

Um pequeno meteoro passou perto da Galáxia Gamer. Os dois não viram, mas depois ele explodiu longe. Seria um sinal de DS, leitor? Nunca saberemos.

 

 

Após muita festa e cansaço, os adolescentes passaram a noite em Start. Dormiram muito bem e descansaram como nunca, pois viviam preocupados com suas missões. Também sabiam que estava na hora de partirem para casa.

– Meninos – chama Toadsworth – A Princesa Zelda quer falar com vocês e os aguarda na sala de reuniões.

As crianças foram até à princesa. Ela disse:

zelda_princesa– Vejo que estão muito bem, escolhidos. Preciso fazer com que voltem a ser crianças novamente.

– Mas isso só pode ser feito com uma volta ao tempo – diz Tamires. – Não comprometerá tudo que já fizemos?

– Não, escolhida – corrige Zelda. – Vou modificar, com a Ocarina do Tempo, apenas os fatos referentes a vocês e a vida na Terra. Logo, os acontecimentos corrigidos por vocês e Game Over serão mantidos como estão agora. Quando voltarem à Terra, verão que ficaram algum tempo fora sim, mas não oito anos como agora. Quando voltarem, perceberão que vão estar em suas casas novamente, como se nunca tivessem vindo a esse planeta.

– Podemos nos despedir de todos antes? – pergunta Roberta. – Afinal, as lembranças vão ficar em nossos corações.

– Justo, escolhida – sorri Zelda. – Foi uma aventura e tanto, afinal. Bem… Estarei no aguardo de vocês.

Chega o momento da despedida. Primeiramente, Toadsworth cumprimentou a todos e disse:

– Foi uma honra conhecê-los e poder contribuir com o treinamento de vocês. Nossos treinadores ficaram orgulhosos do resultado dos nossos escolhidos.

Os garotos sorriem para ele.

peach_medoRosalina e Peach cumprimentam cada um deles e a última diz:

– Vejo que acertei em confiar em vocês, escolhidos. Salvaram nossa Galáxia e estou muito orgulhosa de vocês.

– Tornaram-se fortes e muito mais determinados – reforça Rosalina. – Vejo que estão mudados com tudo que passaram aqui.

Luma voava em volta deles, muito feliz, depois foi dar um beijo na bochecha de cada um. Porém, deu um mais demorado em Roberta.

– Sua estrelinha fofa! Haha. – Roberta abraça-a.

Super Mario e Luigi se aproximam de Mario. Super Mario diz a ele:

– Você é nosso irmão Mario agora, escolhido. Mesmo que longe, mas no coração.

– Que tal? – Luigi lança um cumprimento.

Mario cumprimentou Luigi e Super Mario, empolgado, e disse:

– Claro. É uma honra! Obrigado por tudo, Brothers!

Abraçou-os forte e se emocionou com todos.

link_soulSandro recebeu a bênção da Master Sword de Link.

– Você agora é um cavaleiro de Hyrule, escolhido – sorri Link. – Provou ser honrado e detentor de uma coragem impressionante. Boa viagem e espero lhe encontrar novamente um dia.

– Sim… – sorri Sandro. – Também espero o mesmo, Link – faz reverência ao espadachim do qual tanto se orgulhava de representar.

Já Kirby e Roberta se comunicaram por mímicas… de fofura.

Kirby traz um tomate bem grande para ela, como forma de gratidão, e uma torta.

– Tomates e tortas? – pergunta-se Roberta. – Tudo bem… é de comer. Agradeço, Kirby – dá um beijo na testa dele.

Isso deixa Kirby bem bobo e feliz.

samusCom Tamires, Samus cumprimenta a escolhida dizendo:

– Foi um soldado exemplar, Tamires. Seria fundamental para a Federação Galática, mas vejo que tem uma vida na Terra te esperando – sorri para ela. – É muito bom ter alguém esperando por você, certamente.

– Sim e sinto-me honrada, Samus, pelo seu reconhecimento. Mas, realmente… tenho muito a aprender e pessoas me esperam lá. Obrigado – cumprimentou com um aperto de mão. Samus retribuiu o ato.

As duas olhavam uma para a outra, orgulhosas com os feitos realizados.

Diógenes e o esquadrão Star Fox conversavam. Todos cumprimentaram alegremente o escolhido. Até mesmo o Falcon:

– Hunf. Até que você não foi de jogar fora, escolhido. – lançou um cumprimento.

– Obrigado, Falcon – agradece Diógenes, já sabendo da personalidade dele.

Já dentro das naves, Fox fala para o escolhido:

– Sabe que tem um lugar em nosso esquadrão, escolhido – Fox faz sinal de continência a ele e sorri. Os outros do esquadrão repetiram o ato.

Diógenes retribui da mesma forma e os vê partindo para longe daquele planeta.

donkey_diddyJá George estava carregado de bananas doadas por Donkey Kong.

– É a nossa forma de gratidão, escolhido – disse Donkey Kong.

– Isso não tem como ele levar, Donkey – afirma Diddy Kong.

O escolhido pega uma das bananas e guarda dentro do bolso, dizendo:

– Vou levar uma. Quando a comer, vou lembrar de vocês. Tudo bem?

Donkey e Diddy Kong sorriem para ele, depois dando tapinhas nada delicados no escolhido. Ele entende que não conseguem medir muito as forças e sorri para eles agradecido e rindo.

 

 

Após as despedidas, Zelda os aguarda e diz:

– Estão prontos?

ocarina_tempoTodos concordam.

– Dessa forma… Agradeço pelo que fizeram a nossa galáxia. Voltem em paz a Terra – posiciona para tocar a Ocarina do Tempo.

A melodia enche aquela sala, mas estava direcionada aos escolhidos. Era leve, assim como a viagem dos escolhidos.

Sentiram que estavam se deslocando, vendo tudo a sua volta passando rápido, como um filme rebobinando. Seus corpos voltavam para quando eram crianças, as roupas se adequando ao corpo deles, depois cada escolhido se separando, cada um para sua casa e destino.

 

 

game_jogandoMario volta a sua casa. Estava de frente para o videogame com o joystick na mão. Ele se assusta, levanta-se para ver o dia e horário que estava. Era um dia antes da jogatina que os levara para a Galáxia Gamer.

Foi até o espelho e viu seu corpo mudado, novamente como uma criança.

– Voltamos! Voltamos! – gritava.

– Ei, filho… o que houve? – pergunta a mãe de Mario.

– Nada, mãe. Só sei que estou com fome.

A mãe de Mario o chama para um café. Eles conversam muito e o escolhido se sente muito feliz por estar novamente em casa. Agora em paz, ainda assim guardava os aprendizados e as vivências que teve naquela galáxia especial.

Aliás, no videogame ligado, naquela tela da televisão, Mario e Peach sorriam e diziam:

– Eles voltaram, Mario.

– Sim. Finalmente tudo em paz, meu amor – dá a mão para ela e saem para dentro do castelo.

Ao entrarem no castelo a bandeira se levanta e fogos de artifício estouram com os dois pombinhos.

Mario diz a sua mãe:

– Não sabe o quanto é bom estar em casa, mãe!

A tela do videogame exibe “Game Over”.

game_over

FIM

Agradeço a todos que acompanharam essa imensa história. Definitivamente foi uma homenagem a várias referências dos mundos dos games, sejam personagens, histórias, clichês e afins.

Deu muito trabalho e nunca tinha escrito uma história por tanto tempo (2 anos praticamente). Valeu bastante a pena e o resultado ficou legal. Pelo menos é o que os leitores dizem.

Já dediquei à família as minhas histórias. Essa dedico a uma amiga e revisora do blog: Fernanda Cristine Ferreira de Jesus que apoiou, revisou e acompanhou como fã a história. Obrigado por tudo.

Repassem a outros apaixonados por boas histórias e games. A história completa: Fanfic Gamers.

Até uma próxima história, porque o mundo gamer continua! 😉

Para cobrir os domingos, teremos agora nossas postagens dos vídeos do Youtube. Sim, teremos um canal no Youtube com atualizações semanais todo domingo.

Aproveitem e aguardem!

Fabiano Naspolini de Oliveira

Fabiano Naspolini de Oliveira (Editor-Chefe) – Formado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Pós-Graduado em Docência para Educação Profissional, MBA em Game Design e Mestrado em Tecnologias da Informação e Comunicação. Foi redator do portal Nintendo Blast, professor de cursos técnicos e Game Designer/Sócio-Fundador do estúdio Céu Games por 6 anos. Atualmente, é professor de jogos digitais e escritor.

Send this to a friend