Desenvolvendo um Jogo Digital do Zero: Parte 8 – Animações Simples

Olá pessoal! Continuando a nossa série sobre o desenvolvimento de um jogo digital do zero, hoje vamos começar a animar os nossos desenhos.

Vamos falar um pouco sobre os preparativos e fazer primeiro as animações mais simples, que não exigem desenhos extras. Vamos animar o surfista e o tubarão andando e surgindo.

Vamos lá?

Todas as partes da série aqui: https://fabricadejogos.net/colunas/producao-jogo-digital-do-zero

 

Princípios da animação

Para começar a animar as nossas imagens, vamos primeiro relembrar o que o GDD nos diz sobre as animações:

Nome

Detalhamentos

 

Movimento do surfista na prancha

 

    Movimentação do surfista para cima e para baixo para fazer barreira contra o tubarão.

 

Tubarão se movimentando no cenário

 

    Tubarão andando pelas águas ao ser rebatido. Sua barbatana vai cortando a água e sua sombra vai avançando pelas águas.

 

Tubarão surgindo no cenário

 

O momento que o tubarão aparece nas águas. Tudo é sombra embaixo da água. A barbatana surge de baixo da água e inicia a partida.

 

Tubarão sendo rebatido

 

Quando um surfista rebate o tubarão para o seu adversário de prancha. (ver se terá animação especial).

 

Tubarão devorando surfista

 

O tubarão consegue passar da barreira de prancha e come o surfista. O surfista é empurrado para o fundo do mar e depois fica uma poça de sangue na superfície.

 

Polvo surgindo no mar

 

Apareceu o polvo em um lugar aleatório da pista. Ele balança os tentáculos. (ver se terá animação especial).

 

Polvo sendo capturado

 

O tubarão consegue pegar o polvo. O polvo desaparece do cenário e surfista atingido fica paralisado por 1 segundo (ver se terá animação especial).

 

Ressalto  que algumas animações o game designer colocou como opcional se terá animação (ver se terá animação especial). Isso nós vamos alinhando juntos.

As animações simples não vão precisar de um storyboard, pois vamos apenas interagir com o que já está feito.

 

Animando

Antes de tudo, tenha em mente que para uma animação ficar legal, temos que animar todas as partes do nosso objeto. Por exemplo, se animarmos o surfista, mas não fizermos nada no cabelo dele, a animação ficará estranha.

Apenas para fins didáticos vou me limitar a fazer poucos frames, mas o ideal é que tenhamos vários frames para que a animação fique fluída.

 

Surfista

Vamos começar com o surfista. O movimento dele será um movimento contínuo onde os braços, pernas, tórax, cabeça e prancha vão ficar se movimentando para baixo e para cima. A prancha irá fazer ondas que ficarão alternando entre grandes e pequenas.

 

Tubarão

Para fazer o tubarão, fiz uma pesquisa rápida na internet para ver o movimento de peixes nadando. Após isso, tentei reproduzir o movimento no nosso tubarão. Ficou assim:

Para fazer o tubarão surgindo, comecei com um círculo que foi aumentando e ficando no formato do tubarão. Para a barbatana, eu a cortei na altura da água fazendo com que ela fosse surgindo. O resultado foi esse:

 

Note que as animações podem ficar bem melhores se adicionarmos mais frames, deixando os movimentos mais fluídos. Esses tipos de ajustes serão feitos em paralelo com a programação, pois assim não perdemos muito tempo aqui. 😉

 

Próximo Episódio

No próximo episódio vamos ver algumas animações mais complexas e vamos fazer alguns storyboards para elas.

Não perca! Abraços e até a próxima!

Filipe Leal

Filipe Leal

Bacharel em Ciência da Computação pela UDESC e certificado como Microsoft Specialist. Atualmente trabalha como programador na Basecorp Learning Systems. Reside em Edmonton - Canadá. Faixa preta com 1o. grau em Pa-kua, tem preferência por jogos de Ação/Aventura, RPG, Luta e Party Games. Seu jogo favorito é The Legend of Zelda - Ocarina of Time.

Send this to a friend