História dos Games: O Sucesso de Franquias Famosas de Jogos de Corrida

Um dos gêneros mais famosos nos jogos digitais são os de corrida. Na competição entre amigos até os e-sports, tal gênero cresceu em termos de realismo e diversidade de carros.

Nesse sentido, vamos resgatar um poucos de três franquias muito famosas nos games desse gênero.

Gran Turismo, Need for Speed e Forza Motorsport

Você já se perguntou o que faz dos jogos Gran Turismo, Need for Speed e Forza Motorsport franquias bem-sucedidas? A resposta mais lógica seria “a paixão por carros e velocidade”, que em teoria está correta, mas no caso de jogos como os mencionados é difícil precisar algo que defina a grande aceitação. Digamos que na verdade seria uma união de ferramentas que fizeram desses jogos, franquias que atravessam décadas de sucesso.

Ao analisar em conjunto, todos os três têm como grande destaque a sua imensa base de dados que disponibiliza ao jogador um acervo único com pistas e carros de diversas categorias (profissionais e esportivas) espalhadas pelo mundo. Ter o prazer em escolher aquele carro dos sonhos e ainda disputar corridas insanas em pistas lendárias, são apenas alguns dos atrativos que você pode encontrar nos jogos de corrida.

 

Desde do lendário The Need for Speed (primeiro título da franquia lançado em 1994 para 3DO, PlayStation, Sega Saturn e PCs) os jogadores sempre tiveram o prazer de experimentar tais sensações, que foi complementada com um elemento em particular que deu total liberdade dentro dos jogos: a customização dos carros.

No mundo real tais alterações (tanto na estética como em performance) atrai os aficionados por automóveis, tanto é verdade que existe um crescimento exponencial de lojas online que trabalham com venda de peças, como podemos ver aqui, aonde podemos encontrar uma variedade de itens à disposição. Nos games a liberdade dada ao jogador de modificar seus veículos, deixando-os personalizados a seu gosto, é um grande acerto das desenvolvedoras uma vez que o jogador desse gênero busca uma identificação com seus carros.

Dizer que a customização dentro dos jogos de corrida é a única responsável pelo sucesso dessas franquias seria uma grande heresia. Como mencionado, muitos fatores são responsáveis para tal sucesso, e apesar de serem do mesmo gênero – Gran Turismo, Need for Speed e Forza Motorsport carregam em seu ‘DNA’ particularidades que atraem jogadores (muito das vezes) distintos.

 

A franquia Gran Turismo, existe desde 1997, sempre chamou a atenção dos jogadores que buscam, além da diversão, uma dificuldade extra (com danos reais) se tornando quase um simulador de corrida completo, em que você tem que até tirar licença para dirigir. Além de ter uma vasta lista de carros de rua (e superesportivos). Em seus primeiros títulos, Need for Speed também foi muito próximo dessa linha de jogabilidade. Mas no decorrer de sua extensa história ele acabou sendo bastante modificando, tornando-se um jogo de corrida de mundo aberto aonde o foco e tom pode variar significativamente de título para título. Em um jogo você pode sofrer bastante com danos físicos, tanto mecânicos como visuais, enquanto em outros não há quaisquer danos.

Já na franquia mais nova, apesar de ter doze anos do seu primeiro lançamento, Forza Motorsport tem como características unir o que a de melhor em ambos dos games mencionados acima, procurando emular as características do desempenho e de condução de um grande número de carros de produção reais, modificados ou de corrida.

Apesar de cada um desses três grandes jogos de corrida possuir características, jogabilidade muito das vezes distintas, todos oferecem diversão garantida para os fãs de carros. Agora a grande questão é: Qual o melhor jogo de corrida dos três? Ninguém melhor para responder essa pergunta do que você mesmo. Deixe a adrenalina dominar seu corpo e se aventure nas pistas com esses maravilhosos jogos!

Fabiano Naspolini de Oliveira

Fabiano Naspolini de Oliveira

Fabiano Naspolini de Oliveira (Editor-Chefe) – Formado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Pós-Graduado em Docência para Educação Profissional, MBA em Game Design e Mestrado em Tecnologias da Informação e Comunicação. Foi redator do portal Nintendo Blast, professor de cursos técnicos e Game Designer/Sócio-Fundador do estúdio Céu Games por 6 anos. Atualmente, é professor de jogos digitais e escritor.

Send this to a friend