Participe do Segundo Censo da Indústria Brasileira de Games

escola-brasleira-de-games-censo games

Em projeto financiado pelo Ministério da Cultura (MinC), o censo vai captar informações dos agentes que desenvolvem jogos eletrônicos no Brasil, seja como atividade principal ou secundária

Profissionais autônomos ou vinculados às empresas que mantenham outras atividades na indústria de jogos também poderão participar. É só acessar o endereço https://2ocensogamesbr.questionpro.eu/.

As respostas são confidenciais e os dados da pesquisa serão utilizados apenas para o desenvolvimento de políticas públicas e de pesquisas acadêmicas. A divulgação das informações sempre manterá o anonimato do respondente.

escola-brasileira-de-games-pesquisa-censo games

Atualização

O primeiro estudo do mercado dos jogos digitais foi realizado em 2013 e teve os resultados divulgados em março de 2014. De acordo com Luiz Ojima Sakuda, coordenador do trabalho, a novidade deste novo censo é a ampliação do escopo da pesquisa.

“Nesta edição, além dos desenvolvedores de jogos, também serão incluídos outros atores da indústria de jogos digitais, como empresas com outras atividades que trabalhem com animação ou produção de softwares, por exemplo. Também poderão contribuir com a pesquisa os envolvidos em atividades de apoio ao desenvolvimento de jogos, como sonorização, localização, monetização e consultorias, bem como outros segmentos da indústria ligados ao publishing, à distribuição, ao varejo e à mídia”, explica.

O setor de jogos eletrônicos integra a economia criativa e se apresenta como um dos setores mais dinâmicos e capazes de contribuir para o desenvolvimento econômico e social do País. Nesse contexto, o mapeamento setorial das cadeias produtivas de games e jogos digitais constitui ferramenta fundamental para o estabelecimento de novas estratégias de desenvolvimento do setor.


A Escola Brasileira de Games (EBG) é uma plataforma de ensino, treinamento e aperfeiçoamento de conhecimento nas áreas de gestão empresarial da indústria de jogos, aplicativos mobile e negócios digitais.




André Avelino

André Avelino

Coordenador Geral na Escola Brasileira de Games. Minha missão é oferecer um ponto de vista profissional e compartilhar conhecimentos sobre o ambiente de negócios do mercado de games, mobile e negócios digitais.

Send this to a friend