Referências de Livros Técnicos: Homo Ludens

Afinal, o que é jogo e quem falou sobre o assunto no passado?

Uma das principais referências que tratou do tema com especificidade foi Johan Huizinga no seu livro “Homo Ludens”.

Vamos dar uma explorada nele.

Homo Ludens

homo-ludenscapaO livro foi escrito por Johan Huizinga e tem um cunho filosófico. Ele trata da ideia de que os jogos fazem parte da sociedade há muito tempo e que trouxeram contribuições importantes na formação da cultura e outras áreas do conhecimento.

Primeiramente, ele trata sobre o conceito de jogo, sob a visão dele, reforçando muito o lúdico, o quão presente ele está na nossa vida, inclusive nos animais. Depois, faz um estudo em diversos idiomas e culturas sobre a palavra para dar um entendimento forte a sua tese. A seguir, ele começa a fazer relações com outras áreas do conhecimento e a percepção da presença dos jogos, inclusive na formação delas como a competição, o direito, a guerra, conhecimento, poesia, filosofia e arte.

É bem interessante as relações que ele faz com essas áreas do conhecimento, dando uma visão mais ampla de jogos. Por exemplo, o ato de vestir uma roupa especial e fazer toda uma dramatização para defender ou acusar no direito, não deixa de ser lúdico, tem regras… é um exemplo da relação que ele faz com jogo.

Percebemos ao longo do livro bastante análise e questionamento, uma linguagem um pouco mais pesada, comparada com outros livros de jogos, mas também uma visão muito global dos diversos contextos que os jogos estão presentes. Inclusive ele reforça muito os falsos jogos, o jogo e o sério, além de ter como base fatos do mundo, mitologias e outros, principalmente até o século XX. Ele fala bastante do passado. Século XVIII em diante, ele trata mais no capítulo final.

O lúdico e o jogo é bastante discutido no livro e serve como principal base para a percepção dele em outros campos do conhecimento. Certamente muito do que ele embasou serviu como base para os jogos digitais e outros autores que complementaram sua visão sobre os jogos.

homo_ludensResumo

Nome: Homo Ludens: o jogo como elemento da cultura

Autor: Johan Huizinga (1872-1945)

Tamanho: 250 páginas

Editora: Perspectiva

Análise Final: um livro recomendado para se ter uma compreensão cultural e histórica sobre o jogo dentro de nossa sociedade. Certamente ele vai provocar questionamentos em você, repensar o mundo atual sob a ótica do lúdico e jogo. Recomendo a quem deseja se aventurar no desenvolvimento de jogos, principalmente game designers e artistas.




Fabiano Naspolini de Oliveira

Fabiano Naspolini de Oliveira

Fabiano Naspolini de Oliveira (Editor-Chefe) – Formado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (Udesc), Pós-Graduado em Docência para Educação Profissional (Senac), MBA em Game Design (Universidade Positivo) e Mestrado em Tecnologias da Informação e Comunicação (UFSC). Foi redator do portal Nintendo Blast, professor do Senac/Senai e Game Designer/Sócio-Fundador do estúdio Céu Games por 6 anos. Atualmente, é professor de jogos digitais e escritor.

Send this to a friend