Tutorial: Configurando o ambiente de desenvolvimento no Debian – Parte 2: Executando um Hello World no Android Studio

Anteriormente iniciamos a configuração do ambiente de desenvolvimento de jogos para Android com a integração do motor gráfico Cocos2d-x.

Então, já temos o compilador JDK e o Android Studio devidamente instalados.

Agora, vamos compilar e executar o primeiro programa utilizando o que já temos.

Parte 1 – Parte 2 – Parte 3Parte 4Parte 5Parte 6

Vimos no último tutorial como instalar o JDK da Oracle e como instalar o Android Studio no sistema operacional Linux Debian. Já estão prontos os softwares necessários para rodar o nosso primeiro aplicativo Android. No entanto, ainda precisamos baixar mais algumas ferramentas de compilação.

Veremos nesse tutorial como baixar as ferramentas necessárias para criar, compilar e executar um aplicativo Android. Primeiramente, baixaremos tais ferramentas. Por último, criaremos um projeto no Android Studio, compilaremos o código padrão e executaremos o aplicativo em um celular.

 

Baixando APIs e as ferramentas de compilação

Antes de criarmos o projeto Android, precisamos baixar as ferramentas de compilação. Obviamente, é necessário que o seu computador esteja conectado a Internet para que você possa desempenhar o tutorial de hoje. Não se desespere com a quantidade de download necessário para você poder desenvolver aplicativos Android porque é possível baixar tudo somente uma única vez.

O arquivo compactado que você baixou no tutorial passado tem o Android Studio e o gerenciador de pacotes do SDK Android. Mas, o que é um e o que é o outro? O Android Studio é apenas um software para edição de projetos Android, também chamado pelos programadores como IDE. Mas ele não faz o trabalho duro de transformar o código em arquivos binários para o sistema operacional Android. O software responsável por essa tarefa é o Android SDK.

Figura 1 - Tela inicial do Android Studio
Figura 1 – Tela inicial do Android Studio

Além da compilação, o Android SDK possui ferramentas de instalação de aplicativos no aparelho, de depuração de código e por aí vai. Quando você baixou o arquivo compactado no tutorial passado, você baixou, na verdade, apenas o gerenciador de pacotes do Android SDK. Isso significa que você tem apenas um programa que instala e desinstala ferramentas do Android SDK. Então, vamos baixar as ferramentas básicas do Android SDK para que você possa desenvolver sem maiores problemas.

Começaremos baixando os arquivos-fonte de algumas APIs Android. Falando de forma mais simples, vamos baixar os arquivos necessários para você desenvolver aplicativos para uma versão específica do sistema operacional Android. Abra o Android Studio e, na tela inicial, clique no botão “Configure”. Na próxima tela, clique no botão “SDK Manager”. A tela inicial é ilustrada na Figura 1 e a segunda tela é mostrada na Figura 2. Se você não lembra de como se abre o Android Studio, veja o tutorial passado.

Figura 2 - Abrindo o gerenciador de pacotes
Figura 2 – Abrindo o gerenciador de pacotes

Abrirá uma tela semelhante a mostrada na Figura 3. Você acabou de abrir uma versão mais simplificada do gerenciador de pacotes do SDK Android. Note que, você tem a opção de escolher para quais APIs você quer baixar os arquivos-fonte. Selecione aquelas que você achar melhor. Eu baixei todas, mas você pode por exemplo, baixar somente aquelas pertencentes à versão do sistema do seu celular. Você pode saber quais APIs pertencem à versão do seu sistema operacional por esse site.

Figura 3 - Android SDK
Figura 3 – Android SDK

porém, isso ainda não é suficiente. Você também precisa baixar as ferramentas de compilação. Para isso, clique na aba “SDK Tools” e selecione as opções: “Android SDK Build Tools”, “Android SDK Tools XX.X.X” e “Android SDK Platform-Tools XX.X”. A Figura 4 mostra a tela que tem tais opções. Eu baixei tudo (ou quase), como de praxe. =]

Após você selecionar as APIs que você quer baixar os arquivos-fonte e após você selecionar as três opções citadas, clique no botão “Apply”. Vale informar que é possível algumas dessas opções já estarem previamente selecionadas. Após você clicar no botão indicado, será dado início ao download dos arquivos necessários para você criar, compilar e executar o seu primeiro aplicativo Android. A tela de download é mostrada na Figura 5. Aguarde o término do download e instalação das ferramentas.

Figura 4 - Tela de ferramentas de compilação
Figura 4 – Tela de ferramentas de compilação

 

Figura 5 - Tela de download e instalação de ferramentas
Figura 5 – Tela de download e instalação de ferramentas

Agora sim … vamos criar o nosso primeiro projeto de aplicativo Android.

 

Criando o projeto no Android Studio

Agora que você baixou todas as ferramentas básicas necessárias para desenvolvimento Android, vamos criar o projeto. Abra o Android Studio e, na tela inicial do software, clique no botão “Start a new Android Studio project”. A Figura 6 mostra a opção citada.

Figura 6 - Opção de criar projeto
Figura 6 – Opção de criar projeto

Na tela que abrir, mostrada na Figura 7, em “Application name”, digite “HelloWorld”. Nesse campo, você nomeia o seu projeto. Atente ao campo “Package name”, você precisará editá-lo futuramente em outros tutoriais. Para esse tutorial, apenas mude o campo “Project location” informando o caminho da pasta onde você quer armazenar os arquivos do projeto. Clique em “Next”.

Figura 7 - Nomeando o projeto
Figura 7 – Nomeando o projeto

Na próxima tela, selecione no campo “Minimum SDK”, subcampo de “Phone and Tablet”, pois a API  você baixou anteriormente. Nessa tela, mostrada na Figura 8, você escolhe para qual versão do Android o seu aplicativo foi projetado. Eu selecionei a API do celular que vou testar o aplicativo. Clique em “Next”.

Figura 8 - Selecionando a API do seu aplicativo
Figura 8 – Selecionando a API do seu aplicativo

Na próxima tela, selecione “Empty Activity” e clique em “Next”. Nessa tela, mostrada na Figura 9, você, basicamente, escolhe como você quer que seja o design da sua aplicação. A opção citada cria uma aplicação padrão que tem uma etiqueta escrita “Hello World”. Essa é uma ótima opção quando você está iniciando na programação Android.

Figura 9 - Selecionando o design do aplicativo
Figura 9 – Selecionando o design do aplicativo

Na próxima tela, mostrada na Figura 10, você pode escolher o nome da tela inicial do seu aplicativo. Mas não há necessidade de você modificar o nome nesse contexto. Deixe como está e clique em “Finish”.

Figura 10 - Modificando o nome da tela inicial
Figura 10 – Modificando o nome da tela inicial

Nesse momento, o Android Studio iniciará um conjunto de sub-rotinas destinadas a criação de projetos Android. Como é a primeira vez que você cria um projeto, talvez demore um pouco para abrir a tela principal de edição de projetos do Android Studio. Na verdade, o Android Studio baixará alguns arquivos que definem a forma de compilação do seu projeto baseado nas suas escolhas anteriores. Como dito anteriormente, esse download é feito somente uma vez, fique tranquilo. Espere alguns minutos, dependendo da velocidade da sua conexão de Internet, que tudo dará certo. Após o projeto ter sido devidamente criado, o Android Studio abrirá a tela principal de edição de projetos, mostrada na Figura 11.

Figura 11 - Tela de edição de projetos
Figura 11 – Tela de edição de projetos

Vamos compilar e executar o aplicativo. \o/

 

Compilação e execução do aplicativo

Não é necessário modificar qualquer código do projeto recém-criado. Basta compilar o código, gerar o arquivo apk, instalar o aplicativo no telefone e executar o aplicativo. Por sorte, ou não, o Android Studio faz essa sequência para você com no máximo dois cliques de mouse. Clique no botão “Run”, na parte superior do Android Studio, mostrado na Figura 12.

Figura 12 - Botão de execução do aplicativo
Figura 12 – Botão de execução do aplicativo

Nesse momento, abrirá uma tela de escolha de onde você deseja executar o aplicativo após a compilação. Então, você poderá criar um dispositivo virtual para executar o aplicativo no emulador ou você pode executar diretamente em um aparelho. Na Figura 13, é mostrado um aparelho sendo escolhido para executar a aplicação. Para que o aplicativo possa ser instalado no aparelho, você precisa modificar algumas configurações no aparelho antes de conectá-lo no computador por meio de um cabo USB. Saiba quais são nesse tutorial.

Normalmente, por se tratar do sistema operacional Linux, não é necessário instalar drivers para que o telefone seja identificado pelo computador. Como essa parte é mais direta, basta selecionar o aparelho que você deseja executar a aplicação e clicar em “OK”, como também é mostrado na Figura 13. O Android Studio compilará o código, criará o arquivo apk, instalará o aplicativo no dispositivo e executará o aplicativo. Tudo isso é feito de forma automática.

Figura 13 - Tela de escolha de dispositivo
Figura 13 – Tela de escolha de dispositivo

Após tudo isso, olhe o celular que você está testando. O aplicativo será executado nele. A Figura 14 mostra o aplicativo sendo executado diretamente no aparelho e a Figura 15 mostra o aplicativo na lista de aplicativos do aparelho.

Figura 14 - Aplicativo sendo executado
Figura 14 – Aplicativo sendo executado

 

Figura 15 - Aplicativo na lista de aplicativos
Figura 15 – Aplicativo na lista de aplicativos

Agora sim … você tem o seu primeiro aplicativo Android executando no seu celular. \o

 

Nesse tutorial nós baixamos as ferramentas de compilação e os arquivos-fonte de APIs Android. Com isso, nós tivemos a possibilidade de criar, compilar e executar o nosso primeiro aplicativo no celular.

Em alguns momentos, é necessário criarmos dispositivos virtuais que diferem dos aparelhos que temos em mãos para teste. Isso porque, as vezes, precisamos saber como executar o nosso aplicativo em um celular com tela maior, por exemplo. Veremos no próximo tutorial como executar um aplicativo no emulador por meio de um dispositivo virtual.

Um grande abraço e até mais. []

Santiago Viertel

Santiago Viertel

Formado em Bacharelado em Ciência da Computação (UDESC), mestre e doutorando em Análise de Algoritmos (UFPR). Foi programador da Céu Games por 8 anos. Possui a preferência por jogos de estratégia e de tiro em primeira pessoa. Jogando bastante DotA 2, Left 4 Dead 2 e Age of Empires II HD.

Send this to a friend