Tutorial de Unity: Sistema de Partículas – Parte 1

Essa semana vamos começar algo novo, aprender como usar o Sistema de Partículas do Unity.

Sistema de Partículas

O Unity possui um Sistema de Partículas nativo que possibilita criarmos vários efeitos em nossos jogos.

Primeiramente vamos definir o que é um sistema de partículas e qual a sua funcionalidade.

O que é um Sistema de Partículas?

Uma partícula é, geralmente, uma pequena imagem ou objeto que é movido e apresentado em grandes quantidades pelo sistema de partículas. Cada partícula faz parte de um conjunto que representa um objeto amórfico (sem forma) completo. Por exemplo, podemos usar partículas para criar um efeito de nuvens onde cada partícula possui uma imagem de uma pequena nuvem que, quando colocadas juntas, formam um nevoeiro.

O sistema de partícula gerencia todas elas, dando-as posição, velocidade, forma, cor, tempo de vida, etc.

Criando um Sistema de Partículas

Vamos criar um sistema de partículas no Unity 5.

No painel Hierarchy, clique em Create -> Particle System.

1-create

Com isso, será adicionado um objeto na cena e você verá alguns controles extras no canto inferior.

2-controls

 

Esses controles servem para você visualizar como está o efeito das suas partículas e ele só aparece quando o objeto criado está selecionado.

Outra coisa a se notar são as propriedades no painel Inspector.

3-inspector

Como você pode notar, existem várias configurações diferentes para você alcançar o efeito desejado. Vou explicar o básico aqui para vocês começarem a brincar com o sistema de partículas.

Alguns pontos importantes:

  • Duration: Por quantos segundos o sistema irá emitir as partículas;
  • Looping: O sistema vai ficar emitindo as partículas eternamente, desconsiderando o valor do campo Duration;
  • Prewarm: Se você quer que as partículas já estejam na cena no começo. Caso contrário, o jogador irá vê-las nascendo;
  • Start Delay: Tem espera com o valor em segundos antes de começar a emitir as partículas;
  • Start Lifetime: Após ser emitida, quantos segundos a partícula ficará visível;
  • Start Speed: A velocidade com a qual a partícula será lançada;
  • Start Size: O tamanho da partícula;
  • Start Color: A cor da partícula;
  • Gravity Modifier: Aplica força da gravidade na partícula, fazendo ela cair;
  • Play On Awake: Inicia o sistema de partículas assim que é inicializado no jogo;
  • Max Particles: Número máximo de partículas visíveis na tela. Quando esse número é atingido, o sistema de partículas para de produzi-las até que o tempo de vida (Start Lifetime) das outras acabe.

Com isso você já pode começar a brincar com o sistema de partículas, criando uma fonte por exemplo!

É isso aí, pessoal! Semana que vem vamos aprender mais sobre as configurações de Emission e Shape, e vamos usar o conhecimento para criarmos fogos de artifícios!

Abraços e até mais!

Filipe Leal

Bacharel em Ciência da Computação pela UDESC e certificado como Microsoft Specialist. Atualmente trabalha como programador na Basecorp Learning Systems. Reside em Edmonton - Canadá. Faixa preta com 1o. grau em Pa-kua, tem preferência por jogos de Ação/Aventura, RPG, Luta e Party Games. Seu jogo favorito é The Legend of Zelda - Ocarina of Time.

Send this to a friend